Promover a inclusão de todas as pessoas de origem imigrante na vida social e participativa de Lisboa, fomentando a coesão e coexistência social na cidade, com base na oferta diversificada de um conjunto de serviços e entidades que trabalham em rede na cidade.

Acolhimento e acompanhamento

Programa Municipal de Emergência "VSI TUT - Todos Aqui"

Medidas de concretização no âmbito do apoio aos refugiados da Ucrânia, publicado no 2.º Suplemento ao Boletim Municipal n.º 1473 de 12 de maio de 2022

Consultar o Programa

Mais informação sobre as medidas de apoio

PLANO MUNICIPAL PARA A INTEGRAÇÃO DE MIGRANTES DE LISBOA

PMIML 2020/2022

A dimensão estratégica e operacional está dividida em três eixos:

  • O Eixo I – Acolhimento e direitos à habitação, saúde, educação e à proteção social;
  • O Eixo II – Integração e participação dos direitos de cidadania e de participação na vida cívica e política;
  • O Eixo III - Para a promoção da Interculturalidade.

  Consultar o Plano Municipal para a Integração de Migrantes de Lisboa 2020-2022

PROGRAMA CIDADES INTERCULTURAIS

A Rede Portuguesa de Cidades Interculturais é uma rede de 13 cidades, parte de uma rede internacional de 141 municípios em todo o mundo, empenhadas em criar cidades mais inclusivas. São concelhos onde o executivo, e todas as pessoas que trabalham no município, estão empenhadas em promover ativamente a Diversidade local, acolher famílias recém-chegadas e assegurar que todas as pessoas se sentem incluídas.

Estas cidades têm vindo a trabalhar em conjunto de forma a desenvolver atividades e recursos essenciais para que a inclusão seja uma realidade e não apenas uma intenção.

  Para saber mais informação visite o site do programa onde poderá encontrar toda a informação sobre os projetos e atividades, bem como os produtos que foram sendo traduzidos e criados pela rede nacional.

PROGRAMA MUNICIPAL DE ACOLHIMENTO DE REFUGIADOS NA CIDADE DE LISBOA

Com uma duração de 18 meses, o programa tem como objectivo planear estratégias, programar ações e gerir recursos, físicos e humanos durante as fases do processo de recolocação dos refugiados.

  • 1.ª Fase de acolhimento no Centro de Acolhimento temporário de Refugiados;
  • 2.ª Fase de integração em Habitações de Acolhimento temporárias